Sejam bem-vindos

Sejam bem-vindos

Clique na imagem e assine a petição

Seguidores

Siga-nos no facebook e curta nossa página

domingo, 20 de setembro de 2009

A importância do brincar



“Toda criança tem o direito ao descanso e ao lazer, e a participar de atividades de jogo e recreação, apropriadas à sua idade, e a participar livremente da vida cultural e das artes”. É isso o que afirma o artigo 31 da Convenção dos Direitos da Criança da ONU – Organização das Nações Unidas.
Brincar é tão importante para o desenvolvimento do ser humano que é previsto como direito inalienável da criança. É um assunto da maior seriedade que, constantemente, é menosprezado por adultos que não conseguem compreender o lugar que os jogos e as brincadeiras têm pelo simples motivo de não perceberem o quão bom eles são para um correto desenvolvimento cerebral, motor e psíquico de nossos pequenos.
Jogos e brincadeiras preparam as crianças para o mundo e para o convívio em sociedade. Brincadeiras aparentemente inocentes encerram grandes segredos para a formação psicomotora das crianças e na transmissão de conceitos sociais como a tolerância, cidadania, etc…
As brincadeiras com jogos exigirão um empenho extra do raciocínio promovendo um aumento de ligações neurais e aumentando a agilidade de pensamentos e a resposta cerebral geral. Da mesma forma, a inteligência, a memória, a capacidade de aprendizado e a acuidade sensorial serão enormemente desenvolvidas através dessas inocentes e, aparentemente, brincadeiras despropositadas. E é justamente aí que o acompanhamento, o incentivo e a supervisão dos pais devem ser usados e concedidos de forma a não limitar as experiências, garantindo que dentro de uma margem de segurança aceitável as crianças experimentarão o maior número possível de oportunidades para diversão e brincadeiras sadias. A supervisão e qualquer limitação devem ser impostas ou sugeridas apenas quando as brincadeiras representarem risco a segurança das crianças ou corresponderem a comportamentos socialmente deploráveis; como práticas racistas ou intolerantes em geral. É brincando que as crianças aprendem como devem se manifestar e reagir aos estímulos negativos a ameaças que, por ventura venha do exterior. É brincando que ela aprenderá a importância e o ônus envolvido em liderar outros indivíduos ou a ser liderada por outros e ter que conviver com a autoridade de outro sobre si. Resumindo: É brincando que se aprende
Nessa convivência em grupo, as crianças identificarão as diferenças que existem entre todos os seres humanos e compreenderão que, por mais rápidas, fortes e inteligentes que sejam; sempre haverá outro alguém capaz de suplantá-las ou que, mesmo sendo inferior a elas em alguns pontos, as superam em inúmeros outros aspectos. Esse reconhecimento dos valores potenciais diferenciados de cada um representa a base fundamental sem a qual nenhum de nós conseguiria ser bem sucedido socialmente.
Jogos e brincadeiras são a forma mais prazerosa e uma das mais efetivas para ensinar algo para as crianças (e mesmo para adultos). Ao brincarem e relaxarem, as crianças se abrem para as novas idéias e conceitos muito mais facilmente. Assimilando com velocidade muito maior qualquer ensinamento do que se fossem “ensinadas conservadoramente” de forma imposta.
A importância fundamental dos jogos e brincadeiras deve ser conhecida pelos pais e a criação de uma mentalidade onde eles sejam estimulados a contar histórias, incentivar jogos em equipe e qualquer outra brincadeira espontânea que seus filhos queiram exercitar com alegria e desprendimento.
Isso sim promoverá um crescimento psíquico, social e motor livre de limitações da criança – Uma criança saudável é uma criança feliz.
http://www.saudebeleza.org/saude-crianca/brincadeiras-sua-importancia-para-as-criancas/

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...