Sejam bem-vindos

Sejam bem-vindos

Clique na imagem e assine a petição

Seguidores

Siga-nos no facebook e curta nossa página

domingo, 20 de setembro de 2009

A importância de fazer festas para as crianças


Muitas mães torcem o nariz e morrem de pavor simplesmente a menção da realização de uma festa infantil para seus filhos. O trabalho antes e depois da realização da festa, os valores gastos com alimentos, aluguel de local e confecção de lembrancinhas; o gasto com recreadores e o pior e mais terrível de tudo: a limpeza posterior do local da festa.

Mas, antes de arrancar os cabelos ou de amaldiçoar até a última geração do idealizador da ideia de dar uma festa; pense nos benefícios e na importância que a realização de uma festa infantil pode ter para o seu filho e para seu desenvolvimento saudável. Afinal de contas, a sujeira que os filhos fazem é absolutamente normal, e é o resultado de uma atividade estimulante e saudável.

Crianças que evitam brincar em conjunto ou com outros colegas; crianças que têm dificuldades com a integração em seu grupo escolar; crianças que aparentemente estão sempre mais felizes sozinhas do que com outras crianças de sua idade podem apresentar um quadro de timidez patológica que pode representar um entrave para o seu desenvolvimento social por toda a vida. E é justamente nesse aspecto que você, como mãe, pode ser decisiva na ajuda e na possível solução desse problema que pode ser imensamente dolorosa para as crianças ao longo de suas vidas.

A festa infantil acaba sendo um importante apoio na integração da criança ao seu meio social e uma forma eficaz dela acabar vencendo as barreiras impostas pela timidez. Estimulando, sem forçar, a interação dela com as outras crianças em um ambiente lúdico e repleto de estímulos positivos.

Mas, aí vão algumas dicas para que você não transforme sua festinha num pesadelo logístico e nem num tormento torturante para você:

O importante é, antes de tudo, planejar a festa. Converse com seu filho e procure descobrir com qual tema ele se identificaria mais. Se ele já tiver idade suficiente para comunicar os seus gostos; não imponha a sua vontade (por mais bonito que você ache o resultado final). Lembre-se que a festa é dele e deve ser feita para agradá-lo antes de qualquer outro. Identifique quanto você pretende e pode gastar e contate fornecedores de lembrancinhas, salgadinhos, doces, brinquedos e tudo o que você vai precisar. Pesquise muito e peça orçamentos detalhados e por escrito; citando item por item do que comporá o Buffet. Isso te ajudará com problemas futuros e com possíveis processos de ressarcimento.

Delegue. Acumular “milhares” de funções no planejamento da festa é um erro muito comum que quase sempre acaba mal e te deixa mal humorada e aborrecida. Tenha sempre uma lista de convidados e não esqueça que, juntamente com a criança convidada, pode ser que venham pais, mães e outros acompanhantes. É importante pedir uma confirmação de comparecimento para planejar corretamente os gastos e investimentos com a festa. Lembre-se que há sempre a possibilidade de cerca de quinze por cento das pessoas não comparecerem.

Defina a data da festa levando em consideração que nos finais de semana as chances de um maior comparecimento são mais robustas. Você pode optar por uma festa durante a semana e logo após a escola. Isso garantirá que apenas o grupo imediatamente ligado a seu filho compareça.

Depois de tudo acertado e a festa confirmada como um sucesso total, a limpeza do local pode ser acertada com o próprio Buffet, uma diarista ou mesmo com um grupo de familiares amigos. Desta forma o trabalho não fica pesado e ainda há a chance de uma nova diversão em família.

Se você não tem condições de pagar para fazerem uma festa para seu filho, este blog ensina como decorar mesas e o local da festa, faça você mesmo, é prazeroso e diminui os custos.

fonte:http://www.saudebeleza.org/saude-crianca/festa-infantil-im

portancia-das-festas-de-crianca/

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...