Sejam bem-vindos

Sejam bem-vindos

Clique na imagem e assine a petição

Seguidores

Siga-nos no facebook e curta nossa página

quinta-feira, 23 de julho de 2009

Pedagogia Hospitalar




Você já ouviu falar sobre pedagogia hospitalar?

Segundo nossa legislação, toda criança tem direito a escola, mas por problemas de saúde algumas delas são impossibilitadas de frequentar o ambiente escolar. Algumas crianças nunca sairam do hospital desde o nascimento, e estas tem o mesmo direito que qualquer outra criança de ter acesso a educação. Mas crianças que frequentavam a escola normalmente, mas por ter desenvolvido alguma doença, ou ter sofrido algum abalo que resultará em longo tempo de tratamento médico, afastando-a da escola na qual estudava, também pode dar sequencia aos seus estudos dentro do Hospital.
Crianças que passam por uma fase dificil como esta
, estão mais fragilizadas, pois estão longe de seus amiguinhos, fora de sua rotina, e o pedagogo pode auxiliar muito na recuperação desse aluno. Já as crianças que nunca sairam do hospital desde o nascimento, precisam ser alfabetizados, e tem todo o direito de brincar e aprender e conhecer coisas novas. Muitos não sabem as cores, os numerais e nem o alfabeto.


Como funciona este trabalho?


O pedagogo vai ao hospital, dependo da necessidade do aluno, dá aulas em freite ao leito mesmo. Se o hospital tem vários alunos "pacientes" que podem se locomover, então é preparada uma sala de aula dentro do hospital e estas crianças vão assistir a aula em horário determinado pelo médico e professor em conjunto, para não cansar os pequeninos. Quando o aluno frequenta a escola regular e se depara com uma doença por exemplo o câncer e ficará um tempo fora da escola, para que este não perca o ano letivo, o pedagogo entra em contato com a escola do paciente, busca as atividades que o aluno estaria desenvolvendo se estivesse em aula, e aplica as atividades auxiliando o aluno em suas dúvidas, depois o pedagogo envia as atividades a escola, e o aluno será avaliado pelo professor de sua escola. Isso é ótimo, pois o aluno se distrái e não perde o conteúdo escolar e quando terminar o tratamento pode voltar para a escola normalmente.


A pedagogia hospitalar ajudaria muitas crianças, mas o que é triste, é que poucos hospitais, trabalham assim.
Se cada hospital tivesse profissionais da educação, g
eraria mais empregos, mais crianças exerceriam a cidadania e todos nós ganhariamos com isso.

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...